HOLISTICA E O SINTAGMA DO PARADIGMA - (...para quem está cansado de muita informação).


A palavra hólos veio do grego e significa inteiro, composto.
Segundo o dicionário, holismo é a tendência a sintetizar unidades em totalidades, que se supõe seja própria do universo. Sintetizar é reunir elementos em um todo; compor.Esta minha reflexão permite-me também definir holística como; compactar!
Sintagma é uma unidade formada por uma ou várias palavras que juntas desempenham uma função sintática na frase. Essas unidades se combinam em conjunto em torno de um núcleo. Esse conjunto ( sintagma ) é que desempenha uma função na frase! Temos então à partir da sintagma: sintagma lexical, locucional, nominal, verbal, oracional, etc…
Agora; Paradigma. Vem do Grego parádeigma que é igual a modelo,norma,exemplo,padrão!
Se formos estudar minuciosamente cada termo aqui explicitado, teríamos matéria prima para escrever um verdadeiro compêndio sobre cada um deles!
Outro dia lí uma frase de um filósofo do século passado e ele dizia mais ou menos assim:
"o maior desafio de minha vida é escrever, ou descrever, em dez palavras, qualquer assunto de um livro todo!"
Chega um tempo na vida da gente em que a quantidade exigida de informações é tão forte, pesada, densa e intensa, que, no dizer filosofal:escrever qualquer assunto em dez palavras, seria para mim, pelo menos, o melhor remédio, para o alívio do mal estar que a figadeira existencial das exigências das acumulações informativas produzem !
Desde que o homem aprendeu a escrever e catalogar cientificamente seus achados, sua história e estórias, suas descobertas, feitos e outras e outras e outras narrativas e registros da existência, que, penso eu; há de  ser regido por essas três convenções alistadas acima, ou seja:holistica,sintagma e paradigma!
Holisticamente o homem precisa de, em um todo, de todos os elementos, visiveis e invisíveis, de todas os tempos e eras, das ciências desde as mais simples às mais complexas constatadas e catalogadas em todos os tempos e eras e através de um malabarismo existencial;sintetizar e reunir “todos” esses elementos em um “todo” elemento que é ele mesmo!
Uma vez, munido holísticamente, ele precisará dar expressão a todo esse acumulo de coisas e fazê-las entendíveis, percepitíveis e compreensíveis no universo dos entendidos, percepitivos e compreensíveis cidadãos desse mesmo universo, que precisa ser entendido, compreendido e percebido! É nesse momento que o Sintagma é necessário, pois tudo isso tem de ser sintáticamente eleborado para que a combinação desses vários elementos e enunciados da existência possam em conjunto, definir todas as unidades aprendidas e apreendidas no conhecimento holístico, em uma essência núclear, compreensível, através da expressão verbal e gramatical, podendo assim ser ouvida e lida com clareza, e, conservar assim a beleza estrutural, tanto no seu conceito das ciências exatas, filosóficas, humanas e porque não dizer, nos dias atuais, quânticas e também na minha humilde ciência pessoal, a ciência do "etc".
Não obstante tudo isso, necessário se faz, e, disso não podemos obstar: o paradigma! É elemento cristalizador e estruturante de todos os demais elementos já descritos aqui nesta simples exposição.
Sim. Se tudo isso não convencionar-se em modelo,norma,exemplo,padrão, não teremos a verdadeira expressão e exposição (paradigma) de todo esse conteúdo universal de conhecimentos adquiridos!
Ai eu fico pensando em tudo isso e tiro a minha conclusão filosofal da minha filosofia particular!:...Porque não juntar tudo isso e definir a "Holística do Sintagma do Paradgma?"
Uma ciência, só minha, minha ciência, meu estilo de vida, minha crença, minha fé!?...
E ai tenho que recorrer a outra filosofia que não é minha e que diz o seguinte: "uma coisa sei que nada sei!"
E ai fica complicado, não e´ ? Ufhhhh…
Nem sei porque escrevi isso!

BONANI

Comentários

  1. Holisticamente, Sintagmamente e Paradigmamente...perfeito!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Escreva aqui seu comentário e enriqueça ainda mais o Blog com sua participação!

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

RELIGIÕES DO LIVRO E A INCOERÊNCIA DA LITERALIDADE!"