"SENTIMENTO E A CERTEZA NO TEMPO CERTO DA CERTEZA!"


Mesmo que os sentimentos façam parte de nossas vidas e sejam a química das  produções e  projeções da nossa alma, necessariamente, e na  maioria da vezes, não validam verdadeiras realidades as quais por vezes  não queremos, não percebemos, temos medo e pânico de encarar, ou mesmo...: ...não conseguimos em certa pontualidade da vida, enxergar! Entretanto: Se o sentimento é legítimo, este dura para sempre e se reproduzirá com "certeza no tempo certo da certeza", produzindo-se em uma escala muito mais real, sua própria legitimidade, como se fosse novamente a primeira vez! 

BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

RELIGIÕES DO LIVRO E A INCOERÊNCIA DA LITERALIDADE!"