MARAVILHA DA DECLARAÇÃO DE JOÃO 14:14 NO ORIGINAL




01. Esse versículo faz parte das instruções que Jesus passa aos seus discípulos, aos seus seguidores, instruindo-os sobre vários assuntos como o Consolador, o Espírito Santo, o Seu substituto legal aqui na terra. Jesus, também, de modo especial, dá pronta ênfase a pedidos feitos em seu nome, reafirmando, no verso 14, – “Se algo pedirdes a mim em meu nome, EU O FAREI”.
02. A declaração “EU FAREI”, no original grego, é ἐγὼ ποιήσω/ ego poiêsso, também no futuro do verbo ποιέω/’poiéo, que tem vários sentidos, entre os quais, fazer, fabricar, criar, produzir, trabalhar, atuar, efetuar, executar e outros significados. Balz e Schneider dizem que o verbo ποιέω/’poiéo “designa a atuação criadora, a atuação histórica e escatológica futura de Deus” (Dic. Exegético, N.T, λ- ω).
03. A declaração dos lábios de Jesus chama, ainda, mais a atenção haja vista que no Livro de Gênesis, o Livro da Criação, há, no seu primeiro versículo, a já conhecida declaração hebraica: בְּרֵאשִׁית בָּרָא אֱלֹהִים – ‘Bereshit BARÁ Elohim’: No princípio, criou Deus.
04. Curiosa e acertadamente, a Septuaginta (LXX), a Bíblia traduzida por 70 sábios judeus, conhecedores do Hebraico e do Grego, deu origem à Bíblia em um só volume em grego, no momento de traduzir o verbo “BARÁ”, que significa criar do nada, um verbo especial e único para Deus, a Septuaginta fez pronto uso do verbo “ποιέω/poiéo”, como que indicando, claramente, que o mesmo é, também, único e especial para ficar no lugar de בָּרָא – Bará, verbo criar, usado exclusivamente por Deus!
05. A Septuaginta Grega, assim inicia Gênesis1:1 - Ἐν ἀρχῃ̂ ἐποίησεν ὁ θεὸς ( En arkê epoiessen hó Theós ) – No princípio, criou Deus. Assim é que o verbo ποιέω/’poiéo, em Gênesis 1:1, indicando para nós o passado, “criou”, no grego (o tempo) é ἐποίησεν/epoiessen (aor.ind.at.3ª.sig), demonstrando uma ação perfeita de criar por parte de Deus.
06. Entendido o sentido de בָּרָא – Bará, no hebraico, que corresponde ao verbo grego ποιέω/’poiéo, no texto de João 14:14, assim podemos traduzir o final do versículo: “Se pedirdes algo em meu nome, “EU CRIAREI”! (ἐάν τι αἰτήσητέ με ἐν τῷ ὀνόματί μου ἐγὼ ποιήσω – “Ean ti aitesseté me en to onomati mu ego poiêsso”).
07. Pode-se dizer: ‘O Deus que cria uma situação só para nos abençoar, para nos alcançar, para nos socorrer’, pois Ele é pai, Ele é o Deus da criação e não há alguma coisa difícil para Ele: Isaías 43:13; Gênesis 18:14; Jeremias 33:3; Efésios 3:20.
08. Atos, que é o Livro do Espírito Santo, enfatiza o poder criativo ilimitado de Deus, fazendo uso do verbo ποιέω/’poiéo: “Senhor, Tu és o que ‘criaste’ (ποιήσας/poiessas) o céu, e a terra, e o mar, e tudo o que neles há” (Atos 4:24). Cf. 14:14; 7:50; 17:24.
09. Sei isso na prática, pois já recebi respostas, assim como muitas pessoas, por meio de oração diante de uma situação inusitada, criada pelo próprio Deus. Com José, no Egito, não foi diferente; a criação daquele alto posto, de um “Super Ministro” só para abençoar a José; ou, também, pode-se dizer que foi criado o cargo de “um Vice-Rei” poderoso, exclusivamente para abençoar José. Tem-se, ainda, o desafio prático de Provérbios 21:1, quando diz: “o coração do rei está nas mãos do Senhor, e a tudo quando quer o inclina”. 
10. Finalmente, entre as muitas promessas da Palavra de Deus, não podemos nos esquecer daquela indicada por Isaías 45:2-3 que diz: “Eu irei adiante de ti, endireitarei os caminhos tortuosos, quebrarei as portas de bronze e despedaçarei as trancas de ferro; dar-te-ei os tesouros escondidos e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome”.

Dr. Agnaldo L. Sacramento

BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

RELIGIÕES DO LIVRO E A INCOERÊNCIA DA LITERALIDADE!"