"MEDO!" : ...QUER DESAPEGAR-SE? ...DEIXE DE PEGAR!





...Solte sem medo de cair, sem pensar no depois, sem temer o que quer que seja. Somente respire, confie e largue. Nada está fixado em você, é você quem fixou. Nada se prendeu espontaneamente, é você que segura. A dor do passado, uma pessoa que lhe assombra os pensamentos, o medo do futuro, da escassez, da vida e da morte, por que está preso nisso?

Na verdade, nem é você: é sua insegurança, seu medo, sua carência, sua falta de entendimento em relação a não precisar do que lhe faz mal. Largue. Não há porque carregar um comportamento autossabotador, uma pessoa que suga suas energias, um trabalho que lhe dá razão para lamentar todas as noites de domingo e manhãs de segunda, terça, quarta…

Ser consciente é enxergar-se agora, é perceber os pesos que aceita carregar como se fossem carmas, como se precisasse daquilo, como se não houvesse nenhuma escolha. Sempre há. Portanto, repito, quer se desapegar de um medo, um trauma, uma dor, uma inquietação que lhe acompanha o tempo todo? É isso que você quer? Então não me venha com o famoso “mas é difícil” porque mais difícil é carregar toneladas nas costas diariamente, conviver com o medo, sentir-se vítima e mesmo assim você faz. Largue. Sem medo, sem argumentação, sem desculpas; largue.

Perceba que nada ou ninguém está preso em você, que sua felicidade não depende de ninguém, nunca, em caso algum, tudo mora em você. Sua intensidade, a maneira como se apega, se agarra, como se dependesse daquilo para viver, como se não houvesse vida dentro de você, como se tivesse nascido com isso é medo.

Quer desapegar-se? Deixe de pegar. Largue, deixe para lá e siga seu caminho em confiança, em paz, sabendo que, se faz mal, não fará falta, se gera angústia, melhor que fique lá atrás. Não complique. Apenas largue!... (flaviosiqueira.com)

Deixando sobre "Ele" toda vossa ansiedade... I Pedro 5:7

BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

RELIGIÕES DO LIVRO E A INCOERÊNCIA DA LITERALIDADE!"