EVANGELHO E O MEU DIREITO DE NÃO TER DIREITO!



Quem tem direitos?

Ora, apenas aqueles que vejamos como os possuindo.

Uma pessoa da Lei diria:

A Lei é que possui o direito!

E é verdade! Porém, no Evangelho, para fins existenciais e eternos, o direito pertence somente a Deus, e, depois, ao meu próximo, mas não a mim.

Quanto a mim, no Evangelho, ainda que eu tenha todos os direitos do Direito, ainda assim sou chamado a ir além dos seres mais dotados de paixão legal e também pelo direito, os quais tinham na Escritura sua Lei, seu Direito Supremo: os legalistas escribas e fariseus.

Sim! Sou chamado a excedê-los na forma mais impensável de direito: aquele que confia em Deus sua justiça e seu direito.

Você que gosta de Lei e de Direito, responda-me:

Você está disposto a ir além da Lei dos escribas e fariseus, fazendo isto mediante a desistência de todos os seus direitos entre os homens, tendo apenas fome e sede de justiça para os outros, e não como uma bandeira para você mesmo?

Leia Mateus de 5 a 7 e também a 1ª Epístola de Pedro, e, então, me diga:

Estou me excedendo?

Ora, esta Lei é a Lei do amor!

Ela é suficiente para você?

Subscrito,

Bonani

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“CANTARES”, “CANTADAS” E AS PRINCESINHAS DO REI SALOMÃO – (História pra machoxô que pensa que é Eros!)

AMIZADE: “PURÁ É A PURA!”