"EVANGÉLICO NÃO É SINÔNIMO DE EVANGELHO!"


 
Evangelho que não produza dor produtora da verdadeira vida pode ser tudo, menos  "O Evangelho!"
Evangelho que não produza ansias e gemidos do parto para  que através delas seja  gerado "nova vida", pode gerar de tudo, menos "O  Evangelho!"
Evangelho que não traga em si como instrumento o cinzel que talha a cada dia o caráter  de Cristo,  pode realizar e trabalhar tudo, menos "O oEvangelho!"
Realizar coisas boas, filantrópicas, poderes, dons, milagres, recrutamento de massas, eloquência, conhecimento, carisma, ideologias, influencias, doutrinas, ortodoxias, teologias, dogmas, exorcismos, seminários, conferências, viagens as terras santas, apostolados e bispados, células, crescimento, plantação, e tantos outros itens aplicativos encontrados no universo evangélico, podem por muito que seja, no critério da maioria, no mínimo, caracterizar um movimento evangélico tendo esses aplicativos como padrão. Entretanto; …Evangelho só se define num padrão, o caráter de Cristo. Faltando esse todo o resto é inexistente como Evangelho!
Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto,
até que Cristo seja formado em vós".
Gálatas 4.19 

BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

"A Igreja Fábrica de Gente e Suas Peças de Produção"