"A IMPORTÂNCIA DA NOSSA CONFISSÃO"


O texto a seguir é de um querido colega de ministério, Pr. Aguinaldo Leite do Sacramento. Estudante imparável dos originais do Antigo e Novo Testamento. 
Sem querer fazer apologia da "confissão positiva", limita-se apenas a desenvolver o assunto em bases bíblicas e do decurso de nossa  fé experiencial! 

                                     "A IMPORTÂNCIA DA NOSSA CONFISSÃO"    

01 - Hebreus 3:1 - "Pelo que, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a JESUS CRISTO, apóstolo e SUMO SACERDOTE da nossa CONFISSÃO". No grego é “homologia" -  ὁμολογία. O verbo é "homologhéu", ὁμολογέω - "concordar com". A nossa fala, a nossa palavra tem de estar de acordo com o que diz a Bíblia para que possa ser homologada, autenticada. É a compreensão da xérox, ou seja, a cópia igual ao original, pois Deus se aplica em cumprir a Sua Palavra como indica Jeremias 1:12.  

02 - Provérbios 6:02 - "Enredaste-te, prendeste-te com as palavras da TUA BOCA." O Cristianismo, o Evangelho é uma CONFISSÃO... Os Cristãos primitivos sabiam isso, pois, por exemplo, o Batismo já significava confessar, publicamente, que Jesus Cristo é o Senhor, o Soberano e isso afrontava o Império Romano que considerava o Imperador como tal. É preciso vigiar o que sai da nossa boca, pois a pessoa pode semear bênção ou maldição.   

03 - Provérbios 18:21 - "A morte e a vida estão no poder da língua e aquele que a ama comerá do seu fruto." É a clara compreensão do poder que há em nossas palavras para construir, edificar ou arruinar. "Não andarás como mexeriqueiro entre os teus povos", (Levítico 19:16). A língua não deve ser usada como instrumento ou mensageira do mal.

04 - Provérbios 18:07 - “A boca do tolo é a sua própria destruição e os seus lábios um laço para sua própria alma.” Vê-se, claramente, que os lábios são usados para destruição da própria pessoa até mesmo com certas declarações: "estou ficando louco (a)"; "eu sou um (a) tonto (a)"; “estou ficando esclerosado (a)”; “caduco (a)”, etc. Provérbios 23:7a. diz: “Porque, como imaginou na sua alma, assim é”.

05 - Livro de Jó 3:25 - "Porque o que eu temia me veio e o que eu receava me aconteceu"!  Devemos alimentar fé, confiança, possibilidades de Deus, mesmo que o vento seja contrário. Ficar alimentando receios de doenças, de morte não costuma dar certo.

06 - Provérbios 29:25 - "O receio do homem armará laços, mas o que confia no Senhor será posto em alto retiro". Às vezes, a pessoa se queixa de uma ou de outra pessoa quando o problema é ela própria. Daí se dizer que o maior gigante a ser vencido somos nós mesmos! Pessoa receosa, medrosa, tímida não terá caminho próspero e abençoado, pois vive na armadilha dos seus próprios laços não confiando no Deus Eterno (Deuteronômio 33:27).   

07 - II Timóteo 1:07 - "Porque Deus não me deu o espírito de medo; mas me deu o Espírito de poder, amor e moderação". A tradução de J. B. Phillips diz: Deus nos deu uma "mente sadia". O medo, a covardia (δειλία/deilia) não vêm de Deus, mas, sim, do diabo! De igual modo erra a pessoa quando diz: “Eu sou tímida”. Ora, a timidez é também do inimigo!     

08 - I Coríntios 2:16 - "Mas nós temos a mente de Cristo" (o pensar e o agir de Jesus) - ver Salmo 19:14. O padrão para nós é a mente de Cristo e não a pequenez da nossa mente e os sentimentos de complexos.  

09 - Isaías 26:3-4 - "Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em Ti; porque ele confia em Ti"... O desafio é que a nossa mente esteja firme nas promessas de Deus, mesmo que haja dificuldades por perto.

10 - Salmo 56:3 - "No dia em que eu temer, hei de confiar em Ti". O Salmista sabia da possibilidade de ser cercado ou surpreendido pelo medo, mas ele haveria de substituir o medo, o temor por uma confiança dirigida a Deus. (Claro que os problemas vêm, mas Deus é maior: I João 4:4 – “maior é o que está em nós!!!”)

11 - Isaías 50:4 - "O Senhor Jeová me deu uma língua erudita." Não há escapatória para agir de maneira contrária a uma língua usada com sabedoria, colaborando com o que diz Provérbios 10:11: “A boca do justo é manancial de vida.”  (Tenho uma língua sábia, erudita para abençoar, para restaurar, para profetizar bênçãos).

12 - Apocalipse 12:11 - "E eles o venceram (a Satanás, o poder das trevas) pelo sangue do Cordeiro e pela Palavra do seu testemunho". Permanece, sempre, o recurso da Palavra de Deus a exemplo de Jesus que declarou: “Está escrito”... Lucas 4:4,8,12!

13 - I João 5:4 - "E esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé". Fé como recurso de confiança, de descanso nas promessas de Deus. Podemos deixar de lado toda fraqueza, insegurança, medo e palavras negativas, substituindo tudo por porção da Palavra de Deus que está perto de nós, da nossa boca e do nosso coração para fazê-la, conforme Deuteronômio 30:14

Bonani

Comentários

  1. Precisando de uma mensagem de consolo, então acesse o nosso site, e assista nossas mensagens, Sempre Deus tem uma mensagem para você nas horas dificeis, além das radios e musicas solo instrumemtais e muito mais

    http://www.assembleiabelem.br22.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Escreva aqui seu comentário e enriqueça ainda mais o Blog com sua participação!

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

RELIGIÕES DO LIVRO E A INCOERÊNCIA DA LITERALIDADE!"