“CANTARES”, “CANTADAS” E AS PRINCESINHAS DO REI SALOMÃO – (História pra machoxô que pensa que é Eros!)


TEMPO  EM QUE SALOMÃO  "CANTAVA!”

Salomão escreveu o Livro de Cantares .  Este cântico é um dos 1.005 que Salomão escreveu (1 Reis 4:32). Um dos títulos deste livro, "Cântico dos Cânticos", é um superlativo, ou seja, serve para indicar que este é “o melhor.”
Salomão provavelmente escreveu esse cântico durante a primeira parte de seu reinado. Isso colocaria a data de composição por volta de 965 AC.
O Livro de Cantares de Salomão é um poema lírico escrito para exaltar as virtudes do amor entre um marido e sua esposa. O poema claramente apresenta o casamento como um plano de Deus. Um homem e uma mulher devem viver juntos dentro do contexto  relacional-conjugal  amando um ao outro espiritualmente, emocionalmente e fisicamente.

A princípio Salomão parece descrever nesse livro, visto que se foi escrito durante seus primeiros vinte anos de reinado,a realidade de dois extremos: o ascetismo (a negação de todo o prazer) e hedonismo (busca do prazer por prazer somente). A relação entre um homem e uma mulher em Cantares  pode servir de  um modelo de atenção, empenho e prazer.

No  poema Salomão  é o cara da “boa cantada” que no português comum usual significa: “aquela sedução por palavras ou maneiras aliciantes, sedutoras , encantadoras!”

É claro que no contexto em que foi escrito o livro, Salomão nesse período, é um sedutor saudável, que alicia, encanta, seduz  e “canta” sua “sulamitasinha” no sincero desejo de  que ambos desfrutem uma relação na insígnia do amor!  Leva-me à sala do banquete, e o seu estandarte sobre mim é o amor." (Cantares 2:4)

Penso ser esse o tempo em que Salomão dava sua boa “cantada!”

TEMPO EM QUE SALOMÃO "LEVAVA CANTADA”

E o rei Salomão amou muitas mulheres estrangeiras, além da filha de Faraó: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e hetéias, Das nações de que o SENHOR tinha falado aos filhos de Israel: Não chegareis a elas, e elas não chegarão a vós; de outra maneira perverterão o vosso coração para seguirdes os seus deuses. A estas se uniu Salomão com amor. E tinha setecentas mulheres, princesas, e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração. Porque sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era perfeito para com o SENHOR seu Deus, como o coração de Davi, seu pai, Porque Salomão seguiu a Astarote, deusa dos sidônios, e Milcom, a abominação dos amonitas. Assim fez Salomão o que parecia mal aos olhos do SENHOR; e não perseverou em seguir ao SENHOR, como Davi, seu pai. Então edificou Salomão um alto a Quemós, a abominação dos moabitas, sobre o monte que está diante de Jerusalém, e a Moloque, a abominação dos filhos de Amom. E assim fez para com todas as suas mulheres estrangeiras; as quais queimavam incenso e sacrificavam a seus deuses. Pelo que o SENHOR se indignou contra Salomão; porquanto desviara o seu coração do SENHOR Deus de Israel, o qual duas vezes lhe aparecera.E acerca deste assunto lhe tinha dado ordem que não seguisse a outros deuses; porém não guardou o que o SENHOR lhe ordenara. I Reis 11:1-10

Vemos agora Salomão em uma outra fase de sua vida a qual eu denominaria : “A idade de quem pensa que é um deus Eros”!

Salomão parecia “cavalo  garanhão” cobrindo todas as éguas que viessem pela frente. Era uma verdadeira máquina sexual. Um homem insaciável. Um amante de inesgotável prazer!

O problema é que tanto a genitália do cavalo, como a do Salomão,  num determinado tempo, sofre o poder da força  gravitacional e fica flácida, frouxa, mole, pendente e “murcha” para o resto da vida!

Salomão envelheceu e com sua velhice tudo em seu corpo envelheceu incluindo sua genitália. Sendo assim; …o garanhão que possuía uma boa “cantada” agora passa a sofrer a “cantada" de suas mulheres que o seduziam a implementar no seu reinado os “bacanais oferecidos a outras entidades” e Salomão não dando mais conta de suas éguinhas e elas tão carentes, entregavam-se a outros garanhões em seus cultos pagãos, os quais em nome de seus deuses, davam bem conta do recado, possuindo as princesinha carentes, enquanto isso, Salomão  ia  assistindo o bacanal, tendo ejaculações psicológicas e sacrificando aos deuses estranhos! …(suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; I Reis 11)

Agora, o homem que pensava que “era” o deus “Eros” que “cantava bem”,  “era” o velho  “Eras”  “cantado" por todas  as princesinhas perversinhas do palácio  e não era mais nada a não ser; …uma ilusão surtada de um velho que pensava que era um jovem deus “Eros”

Moral da história: "Cantar" muitas mulheres durante a vida é fácil, dificil  é "cantar" a mesma mulher a vida inteira!

BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

RELIGIÕES DO LIVRO E A INCOERÊNCIA DA LITERALIDADE!"