DIMENSÕES DOS MILAGRES DE JESUS!


 
E aconteceu que, no dia seguinte, ele foi à cidade chamada Naim, e com ele iam muitos dos seus discípulos, e uma grande multidão; E, quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade. E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores .E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o defunto assentou-se, e começou a falar.E entregou-o a sua mãe.E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo. E correu dele esta fama por toda a Judéia e por toda a terra circunvizinha. Lucas 7:11-17

Esse evento é uma da mais tremendas narrativas de milagres registrada nos Evangelhos.

Na verdade; ...em sua  essencialidade nuclear, a manifestação evangélica é milagre.É  sobrenatural!

Tal milagre  pode dimensionar-se em várias áreas da existência e produzir vários outros subprodutos    que são resultados ou efeitos de uma causa maior.

Os milagres de Jesus se manifestam para produção e dimensão  de outros vários  níveis que corroboram na glorificação, afirmação e expansão do Evangelho!

Na cidade de Naim, onde o Senhor ressuscitou o filho da viúva, que se situa a cinco milhas do monte Tabor, junto a  Endor”, se tornou  o palco  das dimensionalidades produzidas pela ressurreição!

Vejamos:

MILAGRE QUE SE DIMENSIONA NO FLUXO DA MULTIDÃO. vs 11-12

…e com ele iam muitos dos seus discípulos, e uma grande multidão;…

…eis que levavam um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.

A dimensão de contrastes de ânimos no fluxo da multidão é notória. Se de um lado, uma multidão alegre com Jesus na caminhada de um dia de viagem de Cafarnaum até Naim, conjuntamente com outros mais íntimos, que eram os seus discípulos… De outro de uma multidão de pessoas, parentes e amigos, que num cortejo fúnebre, choravam a morte de um filho querido de uma viúva necessitada e agora desamparada.

Jesus  sempre manifestou seus milagres nesses fluxos da vida, da existência. Ele tanto se manifesta  na  dimensão  fluxo alegre, por exemplo, quando do início de seu ministério como foi em Caná da Galileia num clima de extrema alegria de um casamento, como em tristes episódios, como esse na vida dessa pobre viúva  da cidade de Naim!

O que se destaca em todo curso, fluxo e correnteza da vida pelo qual podemos passar, é que no centro de toda essa condicionalidade existencial, podemos encontrar a presença sobrenatural e operante de Jesus, como foi no caso desse episódio ressuscitador!

 MILAGRE QUE SE DIMENSIONA NA DOR MAIS DILACEREANTE DA ALMA! 13-14

…E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores…

Graça é a compaixão divina vindo ao encontro da miséria humana produzindo a ressurreição de muitas coisa na existência moribunda do homem!

Ressurreição no Evangelho e em particular nesse caso era o prenúncio de algo maior e mais profundo. De implicações muito mais relevantes, que para nós hoje, deve ser a nossa mais intensa compreensão da Graça.

Sim!…Foi revelação  da    Graça misericordiosa em resposta aos dilemas da vida  no caso particular dessa viúva. Sua dor dilacerante da alma foi substituída pela  ressurreição que se manifestou!

Aprendemos que a  ressurreição desse rapaz é a base anunciante da nossa ressurreição absoluta, completa e cabal que acontecerá de uma vez para sempre. Nesse caso é um protótipo do que a Graça produzirá como plenitude e completude em nosso corpo mortal, que se revestirá da imortalidade. No caso desse rapaz, sua ressurreição foi temporal. Entretanto Paulo faz alusão da intemporalidade da ressurreição produzida pelo Espírito da Graça em nós. “Entretanto, estamos em plena confiança, preferindo deixar o corpo e habitar com o Senhor”. I Coríntios 5:8

A ressurreição do corpo terreno, perecível, sujeito a doenças, enfermidade e morte opera a transformação num  corpo  glorioso, eterno e imortal.

Não existe nenhuma dor que sobrepuja essa expectação, de que, a exemplo de Naim, haverá em nós um dia, que está próximo, onde a morte para sempre será tragada e banida de uma vez por todas. Aleluias!

MILAGRE  QUE   SE DIMENSIONA COMO OBRA  PERFEITA, COMPLETA E EFICAZ! vs 15

…e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o defunto assentou-se, e começou a falar. E entregou-o a sua mãe.

O texto revela que o menino foi entregue à sua mãe, saudável, absoluto e completo!

Em se tratando de milagres de Jesus a obra é perfeita. Confiemos nessa dimensão do milagre de Jesus!

Cremos em milagres para os dias de hoje. Entretanto, se vem do Senhor, vem completo e absoluto. Não necessita de remendos, emendas, concertos ou reparos. É totalmente e absolutamente perfeito tal qual é o Autor!

É extremamente triste assistirmos  pessoas  que se dizem seguidoras do Evangelho de Cristo Jesus, vivendo o lado negativo do que deveria ser o verdadeiro milagre. Nunca se encontram absolutamente completos, plenos e satisfeitos, pois, edificam-se numa fé sem a centralidade resolvida em Jesus, manifestando verdadeiros remendos, reparos e incompletude na vida. …Não sejamos assim!

 MILAGRE QUE SE DIMENSIONA EM TEMOR E GLORIFICAÇÃO! vs 16

…E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus,…

…E de todos se apoderou (dimensionou) o temor e glorificavam…

Toda obra sobrenatural de Deus é uma realização que redunda em exaltação a “Ele”!

Que Deus nos visite com tais  milagres  e  que  “Ele” também seja por nós visitado  pela nossa exaltação. …Deus habita no meio dos louvores do seu povo. Sl.22:3

MILAGRE QUE SE DIMENSIONA COMO PUBLICAÇÃO DAS MARAVILHAS! vs 17

…E correu dele esta fama por toda a Judéia e por toda a terra circunvizinha…

A multidão espalhou, publicou, divulgou, anunciou! A notícia percorreu toda a Judeia e cercanias. A fama correu!

Queremos tais dimensões em nosso meio pois elas traduzem a melhor forma de proclamação do Evangelho.

Boas Novas é a mensagem sobrenatural  publicada   como testemunho, para que outros possam também experimentar tais dimensões de milagres!

Nós também, a exemplo daquela multidão divulgaremos os milagres de Jesus!

BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

"A Igreja Fábrica de Gente e Suas Peças de Produção"