"O DIABO;O MÊDO DA MORTE;A ESCRAVIDÃO” CONSUMIDORES DA ALMA E A “EFICAZ LIBERTAÇÃO OPERADA PELA MORTE DE JESUS!”



E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo; E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão. Hebreus 2:14-15

Meditava no texto acima quando lembrei-me de parte da letra de uma linda canção que cantávamos congregacionalmente na minha primeira comunidade de fé logo nos inícios da minha conversão. Ela diz mais ou menos assim:

…"Sim, Deus é por nós! Quem nos vencerá? Dar-nos-á poder real, Deus nos guardará,

Livrará do mal. Vamos, irmãos, cantar, Nosso Senhor louvar, Exaltar!..."

No projeto do coração de Deus, a alma foi criada  para ser  salva não para ser consumida! Entretanto:O DIABO, O MEDO DA MORTE E A ESCRAVIDÃO  são três consumidores insaciáveis, maldições  que se instalam e perpetuam na alma!

O sacrifício de Jesus Cristo é o antidoto eficaz para quebrar essa maldição!

Quais são as apropriações ou os recursos que  alma  pode obter para quebrar para sempre  tal diabólica e perversa dominação do mal?

A Carta aos Hebreus é  um  documento divino, declarativo e aplicativo em nos fornecer a receita da vitória triunfal contra esses três males. Vejamos então:

A MORTE  DE JESUS ANIQUILOU O PODER DO DIABO! Vs 14ª

A proposta é que devo  adequar-me  e  aceitar esse processo de Jesus em mim, ou seja; através da minha confissão!

 É por isso que se diz: A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Romanos 10:9-10

Uma vez  aceitando “consciente, experimentalmente e experiencialmente” tal fato salvífico, a eficácia da obra “Dele” e “Nele”, automaticamente imputa  a vitória retumbante contra o Diabo!

Talvez você pode questionar:

-…Mas o inimigo contínua operando  em mim! O que devo fazer?

Digo-lhe:

-…Tal poder só pode ser concedido se você permitir que sua incredulidade e falta de confiança anulem a obra da cruz, pois diz a Escritura: “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. Hebreus 11:6.

Há de se crer na obra perfeita da cruz, que uma vez por todas; crida,recebida, tomada e dotada com toda confiança, produz a triunfal vitória contra o diabo; … e o maligno não nos toca. I João 5:18 

A MORTE DE JESUS LIBERTOU-NOS DO MÊDO DA NOSSA MORTE! Vs 14b

A morte  é  a maior e última inimiga a ser vencida, sendo causadora de grandes conflitos e medos na alma. No dizer do apóstolo Paulo: “O último inimigo a derrotar será a morte, porque Deus sujeitou tudo debaixo dos seus pés.” I Coríntios 15:26

Todos nós  já pensamos pelo menos uma vez na vida:

-…“O medo natural da morte se dá porque estamos diante do incerto, só em pensar que nosso corpo em breve vai ficar rígido, sem vida, nossos sentidos não vão funcionar mais, estaremos passando por uma transformação, nossa vida material e financeira vai ter fim, isso cria em nós uma incerteza terrível do porvir!”

É por essa declaração acima que afirmo a minha tese, se alguém não já a fez antes:

-…“O medo da morte é o progenitor da Religião”!

Sendo assim; … “no”  e “pelo” medo da morte é que a  produção de toda tentativa de ser vencida pelas expiações dos incansáveis, invariáveis e intermináveis recursos da religião com todas as suas linhas interpretativas e doutrinais, tem o homem desesperadamente buscado encontrar sentido para viver mais!

Liberte-se hoje do medo da morte. Jesus já a venceu na cruz do Calvário! “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto? João 11:25-26.

“A morte foi tragada pela vitória (Is 25,8). Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão (Os 13,14)?”- I Corintios 15:55

A MORTE DE JESUS    LIBERTOU-NOS DA ESCRAVIÃO CONSTANTE! vs 14c

Jesus delarou: “Todo aquele que vive pecando é escravo do pecado". (João 8.34)

O pecado é o nosso  grande dilema. Ele é o pai de todo medo, morte e escravidão. É a grande matéria prima que fornece e fortalece o poder do diabo e sua influência no homem!

Em sua obra redentora Jesus anula esse poder e nos capacita a um estilo de vida separado, diferente e transformador, que por si só, em sua proposta da “nova natureza”, nos  liberta da escravidão!

Aleluias!



BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

"A Igreja Fábrica de Gente e Suas Peças de Produção"