O AREOPAGITA: "UM MARTELADA NO MÉTODO DE DATAÇÃO ATRAVÉS DE CARBONO 14"


Um curioso objeto descoberto no século XIX intrigou muitos pesquisadores em meados dos anos 1980. Trata-se de um martelo rudimentar, encontrado pelo renomado cientista David Brewster, na cidade de Kingoodie, na Escócia. Até os dias de hoje ninguém conseguiu explicar todas as perguntas levantadas a seu respeito. Brewster estava estudando fósseis no ano de 1844, quando descobriu o objeto, que havia sido levado para análise imediatamente. De acordo com as datações iniciais, que eram muito imprecisas na época, eles concluíram que a ferramenta havia sido produzido na Idade de Pedra.
Mas o objeto voltou à ser assunto para a arqueologia no ano de 1985, quando uma nova datação revelou algo impressionante. A análise realizada por pesquisadores do Centro Britânico de Pesquisas Geológicas estimou a idade do martelo em algo construído no período Devoniano, que abrange 360 a 410 milhões de anos atrás. Algo ou alguém está errado nessa história.
Teoricamente, sabemos que nessa época a Terra  era povoada por animais marinhos primitivos. Somente cerca de 300 milhões de anos depois que os primeiros dinossauros surgiram (no período Jurássico), portanto a maioria dos cientistas considera um absurdo haver uma civilização humana nesse período. Alguns pesquisadores acreditam que o objeto foi contaminado desde que foi descoberto, e quando analisado recentemente, a datação se tornou muito imprecisa. Outras teorias afirmam que uma civilização viveu nos primórdios da Terra, mas foi extinta. Outros dizem que extraterrestres vieram até aqui e esquecerem um martelo, mas convenhamos que o objeto é muito rudimentar para uma civilização super avançada tê-lo feito. 
BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

"A Igreja Fábrica de Gente e Suas Peças de Produção"