"A MENTIRA É SAGRADA, E O ENGANO É A NOSSA ARMA!" (O FORO DE SÃO PAULO - A VERDADE SOBRE O PT E AS FARC)


“A mentira é sagrada, e o engano, será a nossa arma”. Vladimir Lenin
O FORO DE SÃO PAULO - A VERDADE SOBRE O PT E AS FARC
Aqui faço um resumo da parte inicial da palestra que se deu em 13 de junho de 2012 da jornalista Graça Salgueiro no Círculo Católico de Pernambuco, no Recife, sobre o Foro de São Paulo. O vídeo da palestra dura mais de duas horas, transcrevi os primeiros minutos no quais se fica evidente a importância de saber sobre o Foro de São Paulo, seus reais objetivos e quais países e movimentos estão envolvidos nessa verdadeira conspiração para transformar toda a América Latina num estado socialista, e porque não dizer comunista, aos moldes do regime cubano.
Fidel e Roberto Marinho da Globo: altos papos em 1990
É importante assistir ao vídeo disponível no youtube, basta digitar “Foro de São Paulo por Graça Salgueiro. Acompanhar também os artigos e vídeos disponíveis na internet dos pensadores anti-comunistas como o filósofo Olavo de Carvalho, que denunciou o Foro de São Paulo nos anos de 1990 e foi ignorado e desprezado pela grande mídia; Heitor de Paola, autor do livro O Eixo do Mal Latino-americano e a Nova Ordem Mundial; o padre Paulo Ricardo, que faz também um trabalho de conscientização na internet sobre o perigo do socialismo comunista na América do Sul e sobre a Nova Ordem Mundial; Reinaldo Azevedo, jornalista independente da Revista Veja e autor do livro Os PeTralhas volumes I e II, e a própria Graça Salgueiro, psicóloga e jornalista liberal que mantém um site que informa com muita competência sobre a real e atual situação política na América Latina, cobrindo todos os países envolvidos nesse processo revolucionário e sorrateiro de implantação da doutrina comunista no nosso continente.
Da esquerda para a direita: Olavo de Carvalho, Graça Salgueiro, Pe. Paulo Ricardo, Heitor de Paola e Reinaldo Azevedo
Os endereços dos blogs desses pensadores de direita e formadores de opinião são:
- Do Padre Paulo Ricardo: http://padrepauloricardo.org/episodios/nova-ordem-mundial
- De Olavo de Carvalho: Http://www.olavodecarvalho.org/index.html
- De Heitor de Paola: http://www.heitordepaola.com/
- De Reinaldo Azevedo: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/
- De Graça Salgueiro: http://notalatina.blogspot.com.br/
Fiz um resumo de parte da palestra de Graça Salgueiro, acrescentando alguns dados pessoais dos políticos citados, tempo de governo e significados de algumas siglas de partidos e movimentos terroristas, para facilitar o entendimento das informações abaixo.
Resumo de parte da palestra de Graça Salgueiro sobre o Foro de São Paulo: O Foro de São Paulo foi criado em julho de 1990 por Fidel Castro e Lula. Naquela época, Cuba estava em situação crítica, pois tinha perdido o “patrocínio” da Rússia. As finanças estavam arruinadas e a miséria estava aumentando sem controle. Fidel não sabia o que fazer para obter recursos financeiros para manter a situação sob uma perspectiva razoável, apesar da miséria do povo cubano ter sido uma constante mesmo com o apoio da Rússia e de outros países comunistas. A verdade é que não havia interesse de resolver a miséria daquele povo e sim mantê-lo escravo.
Fidel Castro e Lula, mentores do Foro de São Paulo em 1990
Fidel já conhecia Lula desde a época do governo de Jânio Quadros e graças às suas afinidades ideológicas, Fidel propôs à Lula um encontro em 1990, congregando vários partidos  de esquerda, na verdade, partidos comunistas e também movimentos terroristas. Do Brasil participaram o PT (Partido dos Trabalhadores, fundado em 1980); PC do B (Partido Comunista do Brasil, fundado em 1962); e PSB (Partido Socialista Brasileiro, fundado em 1947). Depois  entraria no Foro o MR-8 (Movimento  Revolucionário Oito de Outubro, fundado em 1964), sendo que a data no nome desse partido se refere ao dia em que Che Guevara foi preso na Bolívia. Hoje, o MR-8 atua oficializado como PPL (Partido Pátria Livre, fundado em 2009, o mesmo nome de um movimento revolucionário que atuou no Paraguai), adotando o Socialismo Científico dos militantes do MR-8.
Partidos do Brasil que fundadores do Foro de São Paulo: PT, PC do B, PSB E PPL
Participaram também partidos políticos dos outros países fundadores desse movimento como o Peru, Chile, Argentina e Venezuela, contando também com Movimentos Terroristas como as FARC (Forças Armadas Revolucionpárias da Colômbia – Exército do Povo, fundada em 1964) que mantém atividade no próprio país, além de atuar no Peru, Venezuela, Paraguai e Argentina; o ELN (Exército de Libertação Nacional) também da Colômbia; o MIR (Movimento da Esquerda Revolucionária, fundado em 1965) do Chile; movimentos terroristas da Nicarágua e de El Salvador. Todos eles movimentos narco-terroristas e comunistas. As FARC vieram da JUCO (Juventude Comunista da Colômbia) e do próprio partido comunista colombiano e adotam a doutrina comunista até hoje.
Movimentos terroristas da América-latina: FARC, ELN, JUCO E MIR
O objetivo de Fidel Castro com esse grupo de organizações era reconquistar na América Latina o que foi perdido no Leste Europeu com o fim da União Soviética. Sem o apoio e respaldo da Rússia, Fidel Castro planejou criar uma versão Latino-americana da URSS no nosso continente. Por ter sido esse primeiro encontro realizado  na capital paulista, passou a ser conhecido posteriormente como “Foro de São Paulo”. Desde então o Foro acontece anualmente, sendo que não se realizou apenas por duas vezes na década de 1990. Dentro do movimento há um grupo de trabalho que se reúne quatro vezes ao ano. O PT sempre está presente nos encontros dos grupos de trabalho e mais três ou quatro países convidados, havendo um revezamento com os demais participantes nos quatro encontros. Nestes grupos de trabalho se discutem a pauta a ser apresentada no encontro geral no foro. Nesta pauta se define quem vai ser apoiado numa campanha política, quais  reivindicações devem ser feitas e quais movimentos devem ser defendidos ou fortalecidos, etc. Elaborando-se então a “Carta de Intenções” que é apresentada no encontro geral e anual, onde se é definida a Resolução Final, com determinações a serem cumpridas em várias frentes por toda a América Latina.
O objetivo deles era colocar no poder representantes de cada país que participou do Foro de São Paulo.
Manifestações de repúdio ao Foro de São Paulo na internet
Fidel Castro já estava garantido, passaram então a lutar para Lula ser eleito presidente do Brasil. Mas as primeiras tentativas fracassaram. Mas, em compensação conseguiram eleger Hugo Chávez em 1998. Chávez conheceu Fidel a partir de sua prisão em 04 de fevereiro de 1992 após uma tentativa mal sucedida de um golpe militar na Venezuela.  Nesta tentativa de tomar o poder à força, o tenente-coronel Hugo Chávez foi responsável por mais de 100 mortes, incluindo civis inocentes. Durante a prisão, Chávez começou a trocar correspondências com Fidel Castro, sendo assim doutrinado durante o seu cativeiro. Quando foi anistiado e solto em 1994, Chávez abandonou a carreira militar e se ingressou na vida política. Logo participou de uma das primeiras edições do Foro de São Paulo, fundou o partido “Movimento V República (MVR) em 1997 e foi eleito presidente em 1998 numa eleição considerada “limpa”, mas é sabido que sua candidatura teve amplo apoio do Foro de São Paulo. Na verdade, sua candidatura teve grande aceitação popular, pois a Venezuela passava por um grave crise social e econômica. Ao Chegar ao poder, Chávez dizia concordar que Cuba era uma ditadura, negava que ele mesmo seria comunista e prometia ficar no governo apenas o “tempo necessário”; mas com o passar do tempo suas mentiras foram desmascaradas. Aos poucos Chávez impôs uma ditadura nos mesmos moldes de Cuba sob a orientação de Fidel Castro. E como dizia o líder comunista russo, Vladimir Lenin: “A mentira é sagrada, e o engano, será a nossa arma”.
Os eleitos pelo Foro: Chávez, Morales, Lula e Rafael Correa
Chávez se tornou presidente em 1998 e foi reeleito sucessivamente através de fraudes eleitorais e só deixou o poder quando contraiu um câncer e faleceu , em 05 de março de 2013. Hugo Chávez foi o primeiro presidente a ser eleito pelo Foro de São Paulo. Lula, finalmente foi o próximo presidente eleito pelo movimento, em 2002 e governou de 2003 a 2006, sendo reeleito e governando de 2007 a 2011. Dilma foi eleita com o financiamento da “máquina” petista em 2011 e provavelmente será reeleita em 2014. Outro presidente agraciado pelo Foro foi Lúcio Gutierrez, que governou o Equador de 2003 a 2005. Mas Lúcio Gutierrez começou a trair os interesses do Foro de São Paulo quando cedeu uma base aérea no Equador aos Estados Unidos para o combate ao narcotráfico. De imediato o Foro de São Paulo articulou o caos no Equador, usando movimentos de protestos numa clara manipulação da massa (considerado pelos comunistas, “idiotas úteis”) composta de operários, sem-terra, estudantes, etc. Gutierrez foi pressionado pelo caos instalado e pela repercussão do movimento popular e acabou por renunciar. Um governo provisório tomou conta até Rafael Correa (candidato do Foro) tomou posse em 2006, permanecendo até hoje. Outro “eleito” pelo Foro de São Paulo foi Daniel Ortega, um ex-guerrilheiro e terrorista, na Nicarágua. Ortega fundou o partido Frente Sandinista de Libertação Nacional (PSLN), governou de 1985 a 1990, perdeu as eleições seguintes, mas retornou ao poder em 2007 a 2011, sendo reeleito e permanecendo até hoje na presidência da Nicarágua. Na Argentina, o ministro Néston Kirchner, um ex-guerrilheiro “montenero” da organização político-militar e de guerrilha urbana formada em meados da década de 1960, foi eleito presidente com o apoio do Foro de São Paulo em 2002, e seu governo foi de 2003 a 2007; sua esposa, Cristina Kirchner o sucedeu no poder  ganhando as eleições em 2007 e permanece até hoje com a aprovação do movimento. Cristina Kirchner teve a eleição garantida pela compra de votos financiada pela Venezuela de Chávez. Néstor Kirchner faleceu em 2010, e não presenciou a reeleição de sua esposa. O próximo presidente a ser eleito pelo Foro foi Evo Morales, um descendente indígena, na Bolívia. Evo Morales permanece no poder desde 2005. Você pode conferir as resoluções do Foro de São Paulo no site:
http://www.midiasemmascara.org/arquivo/atas-do-foro-de-sao-paulo/7.html (copie esse link na barra de endereços e tenha acesso às atas do Foro de São Paulo em pdf.)
O Foro de São Paulo é ainda considerada pela maioria uma coisa abstrata e etérea e poucos sabem o quanto é perigosa essa organização. A mídia em geral “dominada” não se pronuncia a respeito.
Olavo de Carvalho e seu livro
O fílósofo Olavo de Carvalho foi o principal responsável por denunciar o Foro de São Paulo. O que lhe custou no mínimo a perda de três empregos. Lula sempre negou a existência do movimento durante as denuncias de Olavo. Durante a disputa para presidente entre Lula e José Serra, Olavo de Carvalho conta que entregou um calhamaço de papéis com informações sobre o Foro de São Paulo para um assessor de José Serra, e ficou esperando que ele o utilizasse  durante os debates com Lula. Mas Serra nunca mencionou o Foro, se omitiu. Confira no vídeo no youtube: José Serra não se assume, então se ferra – Olavo de Carvalho. Desde a sua fundação o Foro de São Paulo conseguiu eleger um total de 15 presidentes na América Latina.
Assista ao vídeo completo de Graça Salgueiro sobre o Foro de São Paulo e divulgue!
(fonte Blog: Quebrador de Mitos)

Subscreve;

BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

RELIGIÕES DO LIVRO E A INCOERÊNCIA DA LITERALIDADE!"