"O DEDISMO CRISTOLÓGICO DA TEOLOGIA CAIPIRA!"



Crente Caipira foi na cidade grande e foi convidado a participar numa catedral de  simpósio  teológico sobre   o “deísmo”. 
Confuso com a expressão “Deismo”  a qual nunca ouviu na humilde congregação  de onde era membro, fez uma oração de proteção e foi participar do evento!
Feita a abertura  do colóquio, o preletor  introduziu o assunto fazendo uma definição do “deísmo”. Diz o “mestre”:
-“Deismo” é a teoria sobre a natureza e a existência de Deus. Tal teologia afirma que Deus existe e que criou o mundo, mas que Ele não tem relação atual com o mundo. Com esta afirmação, os deístas buscam harmonizar a ciência e o livre-arbítrio com a existência de um ser como Deus. Acreditam que não há conflito real entre a idéia de um Deus todo-poderoso e a idéia de um mundo regido por leis que a ciência estuda, ou a idéia de as pessoas escolherem o seu caminho na vida. O deísta não precisa acreditar que os milagres não são possíveis. Ao invés disso, ele acredita que Deus, estando afastado do mundo, não faz milagres. O deísta normalmente prova a existência de Deus pela ordem e harmonia existentes no universo. O deísta tende a rejeitar a revelação, assim como o resto da doutrina religiosa, aceitando, em seu lugar, a razão.
Exposição feita, assunto exposto e começa o debate!
Foram duas horas de acirrada altercação sobre o tema, vários  teólogos e religiosos das mais variadas  confissões   interagindo entre si, tentavam expor seus pontos de vista sobre o assunto!
Não é que de repente o preletor olha pro crente caipira e lhe faz a seguinte pergunta:
-E você, o que acha do deísmo?
O crente caipira meio embraçado e confuso com tão profundo assunto discutido , respondeu:
-Desse “deísmo” eu não sei nada! Prefiro ficar com o “dedismo” de Jesus que aponta: …”Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida!”
As gargalhadas  fizeram-se ecoar em profusão por todo auditório e o caipira voltou para a roça, feliz e guiado pelo “dedo de Deus”!
Moral da história: Prefiro ser um “dedista” que conhece o “dedo” de Deus do que um “deísta” que pensa que conhece o “todo” de Deus, entretanto, seu pseudoconhecimento é menor do que  o de um  “dedo!”

“Mas, se eu expulso os demônios pelo “dedo” de Deus, certamente a vós é chegado o reino de Deus. Lucas 11:20
E deu a Moisés (quando acabou de falar com ele no monte Sinai) as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo “dedo de Deus”. Êxodo 31:18
Então disseram os magos a Faraó: Isto é o “dedo de Deus”. Porém o coração de Faraó se endureceu, e não os ouvia, como o SENHOR tinha dito. Êxodo 8:19
E o SENHOR me deu as duas tábuas de pedra, escritas com o “dedo de Deus”; e nelas estava escrito conforme a todas aquelas palavras que o SENHOR tinha falado convosco no monte, do meio do fogo, no dia da assembléia. Deuteronômio 9:1”
Prá “bom caipira entendedor”, até “meio dedo” de Deus, basta! rs,rs,rs,…

BONANI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE REALMENTE QUER DIZER O PREGADOR SOBRE ECLESIASTES 9:8?

“ATITUDES INDISPENSÁVEIS EM RELAÇÃO AO GENUÍNO EVANGELHO!” (1a parte)

RELIGIÕES DO LIVRO E A INCOERÊNCIA DA LITERALIDADE!"